O simbolismo dos vampiros (15 principais significados)

O simbolismo dos vampiros (15 principais significados)
David Meyer

Os vampiros são uma das mais antigas criaturas do folclore que necessitam de sangue humano para sobreviver. A palavra "vampiro" foi mencionada pela primeira vez no século XVIII nas crónicas do estudioso confucionista Lê Quý Đôn [1].

No entanto, a origem do conceito remonta aos tempos pré-históricos, como mencionado num filme clássico chamado "The Man From Earth" [2].

Com a sua sede de sangue e presas pontiagudas, os vampiros simbolizam a morte, o medo, o mistério, a negatividade e o lado negro de uma pessoa.

Neste artigo, vou explicar em pormenor o simbolismo dos vampiros e o seu significado em diferentes culturas do mundo. Por isso, continue a ler para expandir a sua compreensão deste conceito intrigante e descobrir as suas implicações psicológicas.

Índice

    Simbolismo do vampiro: Num relance

    • Os vampiros são frequentemente vistos como um símbolo da morte, da escuridão e do desconhecido.
    • Podem representar o poder, a sedução e a imortalidade.
    • Na literatura, representam frequentemente um forasteiro ou alguém que é diferente do resto da sociedade.
    • A capacidade do vampiro de se transformar em morcego ou lobo simboliza a sua dupla natureza - humana e animalesca.
    • Os vampiros têm sido utilizados em muitas culturas ao longo da história para explicar fenómenos naturais, como surtos de doenças ou mortes inexplicáveis.
    • Nalguns casos, os vampiros podem ser vistos como uma metáfora do vício ou da obsessão por algo que acaba por levar à destruição.

    Significado do simbolismo do vampiro

    De acordo com Anne Rice, uma famosa escritora de ficção gótica, um vampiro é um outsider. Parece e soa humano, mas está sempre à margem [3]. Assim, pode optar por abraçar o aspeto outsider como uma forma de desafiar as normas sociais ou vê-lo como um aviso contra a rejeição e o isolamento.

    Em última análise, o significado e a importância dos vampiros são subjectivos e podem variar muito de pessoa para pessoa.

    Os significados possíveis do simbolismo dos vampiros são os seguintes

    Morte

    Os vampiros estão ligados à morte, uma vez que são retratados como criaturas que sugam a vida dos seres humanos bebendo o seu sangue. Por exemplo, o romance de Bram Stoker, "Drácula", apresenta uma personagem principal morta-viva que espalha a sua maldição a outros, alimentando-se do seu sangue [4].

    Mistério

    Os vampiros são conhecidos pelos seus poderes e capacidades misteriosos, que muitas vezes são mantidos escondidos dos humanos. Este aspeto do simbolismo dos vampiros realça a ideia de que a verdadeira identidade de uma pessoa é mais do que apenas a sua aparência exterior.

    Sugere também que as pessoas devem permitir que o seu verdadeiro "eu" brilhe em vez de o esconderem atrás de uma fachada.

    Medo

    Os vampiros são geralmente representados como bestas assustadoras e sedentas de sangue nos meios de comunicação social populares, como livros, programas de televisão e filmes. Esta representação está enraizada em medos e ansiedades sobre sexualidade, raça e controlo.

    No entanto, serve também para nos lembrar que não devemos temer as nossas diferenças e instintos naturais enquanto seres humanos.

    Lado negro da personalidade

    Os vampiros são livres de culpa e não sentem remorsos pelas suas acções, necessárias à sua sobrevivência, o que representa os nossos desejos e vontades mais obscuros, muitas vezes escondidos do mundo.

    Esta ideia está de acordo com a psicologia junguiana, que chama a este aspeto oculto da nossa personalidade "a Sombra" [5]. As pessoas podem explorar os seus desejos e impulsos mais obscuros ligando-se aos vampiros.

    Veja também: Geb: Deus egípcio da Terra

    Rebelde l ião

    O conteúdo sobre os vampiros mostra que eles estão a rebelar-se contra o mundo, o que os torna apelativos para indivíduos rebeldes.

    A sua natureza misteriosa e secreta fá-los sentir que enfrentam o mundo sozinhos, o que pode ser visto como um símbolo de rebeldia.

    Resistência

    Os vampiros são imunes ao envelhecimento, à dor, às emoções e ao sofrimento, o que os torna símbolos de resistência contra estas fraquezas humanas, servindo para lembrar as pessoas de que devem estar em paz com as suas próprias fraquezas e libertar-se dos laços que as prendem.

    Negatividade

    O Drácula original, Vlad, o Empalador [6], era conhecido pela sua personalidade negativa e pelo tratamento cruel dos outros. É uma das razões pelas quais os vampiros passaram a ser associados a desilusão, luta, infelicidade e negatividade.

    Simbolismo do vampiro em diferentes culturas

    As diferentes culturas do mundo descrevem os vampiros de formas diferentes: algumas vêem-nos como monstros maléficos, outras como figuras românticas e outras ainda como demónios ou deuses. Apesar das diferenças, é evidente que os vampiros têm um simbolismo significativo.

    Foto de Pixabay

    África

    Na mitologia africana, são conhecidos dois tipos de vampiros, os Sasabonsam e os Asanbosam [7]. O povo Ashanti acredita nos Asanbosam, que vivem nas árvores das florestas e atacam quem lá entra.

    Os Sasabonsam são híbridos de humano e morcego, com dentes afiados e asas longas, vivem nas árvores e bebem sangue humano.

    América do Norte

    No final do século XVIII, o pânico dos vampiros espalhou-se por toda a Nova Inglaterra, onde se acreditava que as pessoas que tinham tuberculose eram infectadas por familiares que tinham morrido da doença.

    Para se protegerem, retiravam os corações dos seus entes queridos e queimavam-nos até ficarem em cinzas, para lhes retirar toda a força vital e evitar que infectassem outros.

    Europa de Leste

    No século XVIII, o medo dos vampiros espalhou-se por toda a Europa, onde as pessoas acreditavam que os vampiros viviam entre elas e muitos dos que eram suspeitos de serem vampiros eram espetados em estacas e enterrados.

    Veja também: O simbolismo da Mandala (9 principais significados)

    Um caso bem conhecido envolveu um homem chamado Petar Blagojevic, que atacou nove aldeões depois de ter sido declarado morto e que se acreditava ter bebido sangue humano [8].

    Significado do sonho de vampiro

    Seguem-se alguns sonhos de vampiro comuns, juntamente com as suas possíveis interpretações.

    Ver um vampiro

    Um sonho com um vampiro pode significar que há negatividade na sua vida que precisa de eliminar. Pode também indicar um vício que está a lutar para ultrapassar.

    Ser mordido por um vampiro

    Se um vampiro o morde num sonho, isso representa alguém que está a drenar a sua energia vital ou a usá-lo injustamente.

    Ser encurralado por um vampiro

    Um sonho em que é apanhado ou seguido por um vampiro representa tensão sexual com alguém por quem se sente atraído e sugere que está a ficar demasiado dependente dessa pessoa, pelo que talvez seja altura de reconsiderar a situação.

    Namorar um vampiro

    Sonhar que namora com um vampiro é um sinal de alerta. Significa que alguém próximo de si, como um parceiro, pode causar danos emocionais no futuro. Esteja atento e tenha isto em mente.

    Matar um vampiro

    Se sonhar que está a matar um vampiro, é um sinal positivo. Pode significar que está a assumir o controlo da sua vida e a ultrapassar a dependência de outros ou de circunstâncias externas. Pode também indicar que está a confrontar-se com coisas que causam dependência ou vício.

    Palavras finais

    O simbolismo dos vampiros em várias culturas e obras literárias tem evoluído e diversificado ao longo do tempo. Estes seres são frequentemente vistos como símbolos da morte, do medo e dos desejos proibidos da psique humana.

    Podem também simbolizar a rebelião e a resistência contra as normas convencionais e as expectativas da sociedade. Em última análise, o significado dos vampiros varia muito, dependendo do contexto e do contexto cultural em que são retratados.

    Referências:

    1. //en.wikipedia.org/wiki/Vampiro#cite_note-109
    2. //tvtropes.org/pmwiki/pmwiki.php/Filme/TheManFromEarth
    3. //quotefancy.com/quote/1000924/Anne-Rice-The-vampire-is-an-outsider-He-s-the-perfect-metaphor-for-those-things-He-s
    4. //study.com/learn/lesson/dracula-bram-stoker-themes-quotes-analysis.html
    5. //academyofideas.com/2015/12/carl-jung-and-the-shadow-the-hidden-power-of-our-dark-side/
    6. //www.livescience.com/40843-real-dracula-vlad-the-impaler.html
    7. //www.vampires.com/asanbosam-and-sasabonsam/
    8. //morbidkuriosity.com/petar-blagojevic-vampire/



    David Meyer
    David Meyer
    Jeremy Cruz, um historiador e educador apaixonado, é a mente criativa por trás do blog cativante para os amantes da história, professores e seus alunos. Com um amor profundamente enraizado pelo passado e um compromisso inabalável de divulgar o conhecimento histórico, Jeremy se estabeleceu como uma fonte confiável de informação e inspiração.A jornada de Jeremy no mundo da história começou durante sua infância, enquanto ele devorava avidamente todos os livros de história que conseguia colocar em suas mãos. Fascinado pelas histórias de civilizações antigas, momentos cruciais no tempo e os indivíduos que moldaram nosso mundo, ele sabia desde cedo que queria compartilhar essa paixão com os outros.Depois de concluir sua educação formal em história, Jeremy embarcou em uma carreira de professor que durou mais de uma década. Seu compromisso em promover o amor pela história entre seus alunos era inabalável, e ele continuamente buscava maneiras inovadoras de envolver e cativar as mentes dos jovens. Reconhecendo o potencial da tecnologia como uma poderosa ferramenta educacional, ele voltou sua atenção para o mundo digital, criando seu influente blog de história.O blog de Jeremy é uma prova de sua dedicação em tornar a história acessível e envolvente para todos. Por meio de sua escrita eloquente, pesquisa meticulosa e narrativa vibrante, ele dá vida aos eventos do passado, permitindo que os leitores sintam como se estivessem testemunhando o desenrolar da história antes.os olhos deles. Seja uma anedota raramente conhecida, uma análise aprofundada de um evento histórico significativo ou uma exploração da vida de figuras influentes, suas narrativas cativantes conquistaram seguidores dedicados.Além de seu blog, Jeremy também está ativamente envolvido em vários esforços de preservação histórica, trabalhando em estreita colaboração com museus e sociedades históricas locais para garantir que as histórias de nosso passado sejam protegidas para as gerações futuras. Conhecido por suas palestras dinâmicas e workshops para colegas educadores, ele constantemente se esforça para inspirar outras pessoas a se aprofundarem na rica tapeçaria da história.O blog de Jeremy Cruz serve como prova de seu compromisso inabalável em tornar a história acessível, envolvente e relevante no mundo acelerado de hoje. Com sua incrível capacidade de transportar os leitores ao âmago dos momentos históricos, ele continua a fomentar o amor pelo passado entre os entusiastas da história, professores e seus ávidos alunos.